SOLIDÃO: como lidar com o medo de ficar sozinha?

Sabe quando a vida vai passando e você percebe que as pessoas ao seu redor estão conquistando relacionamentos bacanas, casando e tendo filhos, enquanto você nada? Eu me sentia mal vendo a vida passar enquanto nada acontecia. Eu tinha medo de passar o tempo e eu ficar só! Eu perdia o sono pensando o que de pior poderia acontecer comigo e passei até a evitar encontro com amigas do colégio/faculdade ou festas que reunia muitos familiares evitando de tocar no assunto. Até que percebi que a questão não era apenas o medo de ficar sozinha, mas eu já sentia solidão, eu não estava bem comigo.

E por que o medo da solidão nos atinge?

A proposta deste post é te elucidar sobre o medo de ficar só. E pra começar, vamos entender a diferença entre SOLIDÃO e o ESTAR SÓ.


Essa frase de Rupi Kaur diz bem o que é solidão:


"Solidão é um sinal de que você está precisando desesperadamente de si mesma."


Solidão é a distância que você está de si mesma. Você não está contigo, não está preenchida de si e nessa condição pode sentir solidão mesmo rodeada de pessoas queridas. Quando a pessoa sofre de solidão, tende a se apegar demais ao outro, tendo a ilusão que o amor, carinho, apoio, calor, vem do outro.

Já o ESTAR SÓ é visto como solidão. Estar só não é solidão, é condição física e não quer dizer que estou sentindo solidão por estar sozinha. Tem muita gente sozinha, mas que está muito bem consigo mesma e adora sua própria companhia.


Se o seu caso é sentir solidão, o conselho é: aprenda a conviver bem com você! Aprenda a dar conta de você sendo capaz de vivenciar a si como sua única companhia. Porque por mais que você atraia alguém bacana, o outro não vai conseguir suprir o que te falta, por mais que esteja do seu lado e te ame. Só conseguimos viver e manter um relacionamento sadio se estamos plenas de nós mesmas, caso contrário a relação é uma relação de cobrança.

Aproveite o lado bom de estar sozinha, se ame, se cultive - identifique e se dê tudo de bom que você possa se dar. Pratique um hobby, participe de eventos, viaje! Não limite sua convivência com seus amigos e familiares por receio do julgamento. Isso irá diminuir a sua dependência em relação ao outro. E quando você estiver com o outro, tenha certeza que a relação será muito mais rica. Aprender a conviver consigo mesma te prepara melhor para o encontro com o outro. Porém, às vezes, para superá-lo pode ser fundamental recorrer à ajuda de um profissional para alcançar seus objetivos e viver uma vida mais plena e feliz.



Instituto Afrodite•Se - Rua Pereira Stéfano, 114 conj 1205 - Saúde - São Paulo/SP
© 2018 por Van Hamazaki. Fotos: Mari Marques. Todos direitos reservados.