REFLEXÃO DO CORAÇÃO PARTIDO

“A gente precisa ter o coração partido algumas vezes. Isso é um bom sinal, ter o coração partido... Quer dizer que a gente tentou alguma coisa.”

Essa semana, no grupo AMOR SOB MEDIDA conversamos um pouco sobre nossa abertura e disponibilidade afetiva e me lembrei dessa frase de COMER REZAR AMAR que me fez muito sentido na epoca em que passei por uma crise afetiva. Senti que foi libertador pra mim, sabe por que? Porque tive uma fase em que nada acontecia. Parecia que eu era invisível. As pessoas não me enxergavam! Aí eu percebi que na verdade eu não estava disponível para o amor. Eu andava na vida com muito medo de me machucar e de ter o coração machucado que me fechei... então naturalmente nada acontecia. Vivendo com medo, queria garantias: que se fosse pra ser, que fosse pra sempre ou que não doesse. Levantei a bandeira da "fodona" e "solteira bem resolvida", sendo que na verdade eu não passava de um bichinho arredio. Aí quando percebi isso, passei a me abrir mais e o resultado foi esse: 💔 e uma leva de crenças vindo à tona ("não nasci pro amor mesmo", "homens são insensíveis", "nunca vou ser feliz no amor" e por aí vai). Tive um estalo quando me deparei com essa frase do filme. Percebi que era um bom sinal porque eu tinha dado a chance de o amor entrar na minha vida. E também mergulhei em mim mesma para entender o que se passava cá dentro, sabia que se "fora era resultado do que eu acreditava dentro de mim", no que eu estava acreditando então? Do coração partido, veio o sinal da abertura, a oportunidade de me entender e aprender, amadurecer e chegar aqui, de peito aberto, escrevendo pra você. Espero de coração que você continue firme e forte, acreditando na sua felicidade, mesmo que tenha tido um coração partido no meio do caminho. ❤

Ps.: Olha que lindo tá rolando no grupo... estamos caminhando para o terceiro encontro e as lindeusas que escolheram fazer parte desse processo já estão percebendo o que está acontecendo no coração:

"Tem sido uma surpresa, eu noto uma tendência minha em me recolher e implodir com todas as coisas que se passam em looping pela minha cabeça. O grupo parece ser um convite para fazer o oposto, me sinto mais amorosa só de me colocar num processo em que envolvam mais pessoas, acho que a troca, de alguma maneira, me deixa mais leve e me humaniza. Eu me pego torcendo pelo sucesso e felicidade de outras pessoas e parece que abri espaço para me querer bem no meio desse caminho. É realmente bonito o que você faz, Van. <3 "


Não é lindo!? Relatos assim me dão ainda mais certeza que estou vivendo meu propósito de vida. Estou compartilhando parte do processo e depoimentos lá no instagram.com/afroditese.com.br e se você quiser fazer parte do próximo grupo, fique ligada que as inscrições abrem em setembro!


beijo de coração aberto!



Instituto Afrodite•Se - Rua Pereira Stéfano, 114 conj 1205 - Saúde - São Paulo/SP
© 2018 por Van Hamazaki. Fotos: Mari Marques. Todos direitos reservados.