ju-asm.png

JULIANA PRADO

Amor Sob Medida VI

A primeira vez que eu ouvi falar do Amor Sob Medida eu não dei bola, até zombei. Como alguém faria um “intensivão” só para lidar com questões relacionadas ao amor? Pensei que só gente fraca faria isso e que seria coisa totalmente anti-feminista. Afinal, olha o desserviço que isso faria: fazer as mulheres se voltarem para algo que já estava superado, o amor. 
Bem, meu julgamento foi superficial e precipitado. Eu não sabia nada do Amor Sob Medida e eu zombava do amor. Zombava por medo, por desconhecimento, por entender que amor era sofrimento sempre. E que eu fazia muito bem de excluir ele da minha vida.
No entanto, eu, mulher independente, pagando minhas contas, construindo uma carreira profissional e ganhando dinheiro para ter uma vida confortável ainda sofria... por amor.
O amor que eu tentei excluir da minha vida negando minhas vontades, me envolvendo sempre com pessoas indisponíveis. Até que, em 2019, após mais uma decepção com alguém que claramente mostrava que não estava a fim, eu decidi fazer o ASM. Como eu já fazia terapia, seria um complemento. Eu me inscrevi com um propósito claro: não vou para tentar voltar com alguém, eu vou para que os términos doam menos. E eu consegui muito mais que isso.
No curso, eu descobri que o ASM é uma das coisas mais feministas que eu já conheci, totalmente diferente do que imaginava. A Van não “faz amarração e traz o seu amor em sete dias ou seu dinheiro de volta”. Melhor! Ela traz o seu amor sim. O amor por você mesma. É um trabalho de fortalecimento da auto estima, de cura, de resolução, de encontro consigo mesma. O ASM forma mulheres fortes, bem resolvidas. E ser bem resolvida e independente não exclui o amor, viu? O amor faz parte, não é uma fraqueza, é um complemento nas nossas vidas. Achar que amor é fraqueza é uma crença que eu carregava.
No ASM eu assumi e entendi, aos 32 anos, que queria ter um romance, uma relação, queria casar, ter filhos. Algo que eu sempre neguei, escondi, zombei. Eu tinha um modelo em casa sobre amor que doía muito. Como eu poderia querer algo que doía? Pois é, achar que o amor sempre dói ou precisa doer é uma crença!
Digo com toda certeza que o ASM é um divisor de águas na minha vida. Hoje o amor para mim é leve, como tem que ser. Hoje eu consigo ver coisas que eu não conseguia ver. Eu consegui muito mais do que só não fazer doer um término. Eu consegui me curar.

linda.png

LINDA DANTAS

Amor Sob Medida V

A Van é uma terapeuta excelente, seus cursos e workshops são muito agregadores, com técnicas diversificadas que promovem resultados mais rápidos e eficientes. O Amor sob Medida para mim foi um divisor, melhorou demais meu relacionamento e minha forma de me posicionar perante a vida. Só gratidão e elogios ao Instituto Afrodite-Se, por isso mesmo super recomendo! E essa não é só minha opinião, mas de todas que conhecem esse trabalho tão especial, pode ter certeza!

giu.png

GIULIANA GALDINO

Amor Sob Medida V

Amei, me amo e quero amar o mundo! Sei que o processo está só começando. Obrigada Van, por essa imersão maravilhosa na "Afrodite" que habita em nós! Super recomendo!

tati-d.png

TATIANE STROPPA

Amor Sob Medida V

Gratidão é apenas um simples sentimento perto da grandeza que o Amor Sob Medida faz com a gente. Foi incrível fazer as pazes e reconhecer mais de mim e do outro nesse processo lindo. Fora as conexões que foram feitas. Meninas, vocês são incríveis. Gratidão profunda você, Van, e a todas as meninas.

karlinha copy.jpg

Anna Karlla Medeiros

Amor Sob Medida IV

Entrei no processo bastante ansiosa e muito preocupada com o futuro. No decorrer pude perceber que ao ir me conhecendo, olhando para mim, essa ansiedade foi diminuindo e hoje me sinto bem, pois consigo identificar certos movimentos que por me autoconhecer, não sofro mais como antes e assim estou aberta para as possibilidades de relacionamento. 

juasm3.png

JULIANA T. FONTES

Amor Sob Medida III

Participar do Amor Sob Medida foi incrível, fantástico e libertador. 
Foi muito intenso, fez doer mas foi ótimo para liberar meus bichos internos! Descobri que acumulava muitas coisas dentro de mim, que nunca havia me dado conta! De verdade, não achava que mexeria tanto comigo, mas mexeu, remexeu, fez eu pensar, repensar, limpou tudo de negativo de dentro de mim, foi um Detox na alma. E hoje me sinto leve, em paz e retomei minha força e energia para viver, com mais consciência e inteligência emocional. Foi um processo lindo que me levou à mudança para melhor... e essa melhora foi rápida e em diversos aspectos. Fiz para minha vida afetiva mas impactou positivamente na vida pessoal e profissional também! Enfim, foi maravilhoso! Só posso agradecer a Vanessa e ao universo por essa oportunidade incrível! Gratidão! 

thali-asm.png

THALITA DIAS

Amor Sob Medida III

Participar do Amor Sob Medida foi uma experiência maravilhosa! 
Não tinha imaginado no começo que iria mexer tanto comigo e hoje vejo o quanto minha vida mudou e está mudando em 2 meses de processo... Intensos, afinal liberar, perdoar e seguir não é fácil mas isso me fizeram outra mulher! Não sei explicar a tamanha gratidão que sinto hoje de ter encontrado esse curso, a Van e as meninas... estou realmente sem palavras para explicar o que é ! Mexeu com tudo e hoje posso dizer que sou outra Thalita, muito mais forte e mais completa!! 🙏🙌❤

camila-asm.png

CAMILA BARONE

Amor Sob Medida III

O processo foi incrível, transformador, cheio de fichas e orelhões caindo! Hehehe eu já tenho bastante conhecimento sou inclusive thetahealer mas achei super profundo e amarradinho. Entender como você se relaciona a partir do seu perfil de personalidade, trabalhar crenças limitantes, entender como vemos a questão do amor próprio e do outro e curar nossa relação passada e familiar foi um processo incrível e fantástico. Muitas pessoas que buscam isso a vida inteira conseguiram resolver questões em apenas 8 semanas transformadoras. Todas as mulheres deveriam fazer mesmo aquelas que possuem relacionamentos afetivos saudáveis e felizes! Indico para todos! Gratidão meninas pela oportunidade.

DEPOIMENTOS.png

MARIA CLAUDIA

Amor Sob Medida III

Quando me inscrevi para o ASM3 achei tudo muito bonitinho e interessante, mas não tinha ideia do quão especial seria. Foi uma experiência muito intensa e transformadora, que com muito cuidado e carinho alcançou algumas emoções profundas que eu passei anos tentando evitar e sequer cogitava tratar novamente. Aprendi novas formas de ressignificar cada detalhe e foi lindo ver a mudança acontecendo  em cada participante, com certeza muito especial. Sem sobra de dúvidas este foi um dos melhores presentes que o universo poderia me dar e que veio como um bálsamo para este ano em que já passei por poucas e boas... Enfim! O ASM ja tem todo o meu respeito e recomendações, e quero muito poder participar de tudo mais que criarem! Gratidão e fiquem com Deus 🙌🏼✨💜💐

WhatsApp Image 2018-08-21 at 17.43.24.pn

NATÁLIA F.

Amor Sob Medida I

Resolvi participar do Amor sob Medida para desafiar uma tendência sistemática em ignorar o setor afetivo da minha vida a fim de não fazer concessões com meu tempo de trabalho e estudos. Ressabiada e em meio a situações emocionais frustrantes e desencontradas, cheguei aos encontros sem saber o que esperar. Já de início, fui surpreendida com a afetuosidade que envolve o próprio processo de integrar um grupo. Olhar para dentro pode ser desafiador e até assustar, sobretudo, quando algo ainda dói, mas a rede de apoio, que se cria a partir do grupo, propicia todo o acolhimento para que essa própria busca interna seja mais gentil e generosa.  Não houve salamaleques, jogos de cena, truques, muito menos promessas de encontrar o príncipe encantado, o que a Vanessa fez - com aquele sorrisão bonito dela – me conduziu a um debruçar, cada vez mais profundo, sobre mim mesma, minhas crenças, padrões pessoais e familiares, objetivos, valores. 
Como resultado, resgatei minha própria capacidade de sentir afeto sem medo, principalmente por essa pessoa especial que, sem esperar, acabei encontrando e passei a conhecer melhor a cada encontro: Eu mesma. Enxergar e acolher a criança e a mulher que habitam em mim foi decisivo para que eu finalmente me desarmasse da couraça que havia construído na intenção de me proteger do mundo exterior, e o que passei a receber, desde então, mais desarmada e apropriada de quem sou, foi só carinho, muito carinho. E é com a certeza de ter me tornado, com o trabalho em grupo, mais amorosa e disponível à troca, que sei que, daqui por diante, o que acontecer irá refletir exatamente essa riqueza interior restaurada.

WhatsApp Image 2018-08-21 at 17.43.24.pn

ELIANE GIMENEZ

Amor Sob Medida I

Quando eu paro para pensar porque entrei no Amor Sob Medida, sinceramente não sei explicar. 
Sei que a pouco mais de 1 ano (eu acho) estava em busca de terapia e uma grande amiga me apresentou o método que a Van trabalha e a indicou. Desde então, estou nesse constante aprendizado, comecei com a Van na Casa Violeta, depois no espaço Kirom e quando ela começou a me falar sobre a ideia dos grupos de mulheres, foi bem numa epoca em que me sentia sozinha. 
Eu olhava as pessoas a minha volta e sentia como se estivesse sobrado solteira no mundo, era algo muito louco, pois sentia que minha casa com minha família de origem não era mais a minha, mas não havia possibilidade de sair dessa condição, ao mesmo tempo que meus amigos que sempre foram meu refúgio pareciam não mais suprir essa necessidade e eu passei a criar conflitos internos infinitos.
Quando parava para pensar via que à muito tempo não me relacionava e as possibilidades disso acontecer num curto período eram ausentes. E olha que fizemos muito trabalho na terapia, mas eu me sentia usando a "capa da invisibilidade do Harry Potter".
Foi quando a Van abriu efetivamente a Afrodite-se e me ofereceu o curso. A princípio a ideia era muito legal, mas aos sábados eu tinha assumido outro compromisso e não daria para encaixar. Foi quando ela me disse que tinha uma turma às quintas-feiras e se eu queria participar. Topei na hora!!! 
Como sempre, eu cheguei meio tímida pensando: “O que eu vim fazer aqui!” seguido pelo pensamento parte II: "Que maluca desesperada você é, que por um relacionamento entra num grupo que ajuda a encontrar um namorado - a louca!!!"... mas já estava ali, adentrando o estacionamento, bora lá... 
Eis que veio a surpresa, afinal inconscientemente eu já sabia que algo que a Van preparasse passaria longe de ser um “AA das solteiras”. O primeiro encontro acabou e eu me sentia tão leve, a energia das meninas e da Van encheram meu coração com tanta coisa boa que nem sei como explicar. Notei nesse momento que se tratava de algo muito além do que eu imaginava.
 As quintas feiras foram passando e cada encontro era uma diversão, aprendi a me amar, aprendi a lidar com a minha criança, aprendi a explorar meu lado adulto, a buscar a mulher que existe dentro de mim, a perceber que o Universo conspira a meu favor e que se estou solteira até hoje é porque precisava aprender a me preencher e a ser alguém melhor por mim e para mim mesma antes de pensar em dividir a vida com uma segunda pessoa.
Sem estar completa não há como estar disponível para outra pessoa!
Ainda busco meu parceiro de alma e sei que ele virá, mas hoje, me sinto mais forte, mais segura e mais feliz comigo mesma.
Essa semana será o ultimo encontro do grupo e me sinto órfã. Por mim, poderia ter o nível 2 do ASM, com mais 8 encontros, e assim por diante até a formatura na faculdade dos filhos das participantes.
Parabenizo a Van pelo lindo trabalho como coach de grupo e terapeuta individual, recomendo ao mundo esse aprendizado, esse autoconhecimento e essa vivência que nem todas as pessoas entendem. Sou infinitamente grata ao Universo por essa experiência, por ter a Van no meu caminho e mais ainda pelas meninas lindas que conheci no grupo e que quero levá-las para minha vida. Hoje certamente sou uma pessoa melhor para mim mesma. EU ME AMO acima de tudo e de todos.

WhatsApp Image 2018-08-21 at 17.43.24.pn

ANA BEATRIZ M. DOMINGUES

Amor Sob Medida I

Quando minha amiga me convidou pra fazer o curso com ela pensei “mais uma besteira de criancinha que não vai agregar coisas que eu já não saiba“ ( sim eu tenho um lado perverso... rs). Estava extremamente cansada de relacionamentos vazios, os quais eu procurava no outro o que faltava em mim. Já no primeiro dia, pude notar uma diferença interior, um questionamento interno. Ao perceber que meu grupo era composto por mulheres lindas e resolvidas profissionalmente, percebi que a carência afetiva nada mais é que ausência de autoconhecimento misturado a um monte de besteira que absorvemos durante a vida. A Van com sua paciência, amor, dedicação e disciplina, passa com maestria o que é essencial para se encontrar um “par ideal”: amor próprio e autoconhecimento. Eu digo que não participei de um grupo para relacionamentos. Eu participei de um milagre divino ao qual pedi tanto a Deus, que era encontrar um amor. E eu encontrei o meu maior amor: eu mesma, que estava perdida entre amarguras, decepções e carência. Encontrei amigas de alma/energia, que foram selecionadas pela maior energia que há no universo, Deus. O ASM é uma busca ao seu primeiro, grande e eterno amor - o amor próprio! 
Hoje, não sou mais amargurada. Não me sinto mais fragilizada e carente. Eu encontrei mulheres tão maravilhosas, que me inspiro em um pouquinho de cada uma delas pra me tornar uma pessoa cada vez melhor. Gratidão eterna a Van e a cada uma das integrantes do grupo. Acredito que nosso propósito foi muito além do que esperávamos! 🙏🏻❤

DEPOIMENTOS.png

KARINA FERREIRA

Amor Sob Medida II

Primeiro, quero registrar minha admiração, respeito e gratidão por encontrar uma alma nobre, capaz de compartilhar o próprio sucesso. Essa sim, é uma grande atitude que demonstra o amor ao próximo. Dessa forma, não tenho dúvida que o método irá transformar a vida de muitas mulheres.

 

A falta da tal "sorte no amor", me levou durante algum tempo a me questionar o porquê  nada dava certo, quando o assunto era relacionamento. Busquei por respostas em livros, textos, vídeos de profissionais que se intitulam como Guru do Amor. Todo esse material, hoje, vejo que é somente no nível comportamental, que para entender e se preparar para vida uma afetiva de verdade, o trabalho é muito mais profundo. Quando me deparei com a abordagem do método  Amor Sob Medida, percebi que se tratava de um programa completo, por abranger diversas técnicas, e atuar com sistema energético. De fato, o método traz à tona, de forma estratégica, pontos que precisam harmonizar para que a energia do afetivo flua de forma natural. Cheguei de coração aberto, me entreguei ao processo de corpo e alma, e deixei que tudo fluísse livremente... Um dos pontos impactantes do processo, foi aprender a entrar em sintonia com o universo, e sentir os movimentos que ele faz é algo entusiasmante! E assim percebemos que o controle de nossa vida está em nossas mãos. Todos, ao nosso redor, percebem que estamos diferente, pois a experiência é realmente transformadora, e um pouco antes do último módulo terminar,  já se abriu uma nova oportunidade de relacionamento afetivo pra mim: conheci uma pessoa bacana!

Gratidão profunda à Van Hamazaki e ao Amor Sob Medida.

DEPOIMENTOS.png

RAQUEL CUNHA

Amor Sob Medida I

" Quando descobri o Amor sob medida pela Van Hamazaki fiquei muito curiosa sobre o que se tratava. Confesso que o título do curso me deixou muito intrigada e como já tinha muito interesse em conhecer o método e ainda mais com uma profissional competente e de muita confiança me senti mais atraída. Ao iniciar o curso tive a grata surpresa de conhecer minhas colegas que na verdade hoje são como grandes irmãs para mim. Eu brinco que o Universo nos reuniu de tamanha a nossa afinidade e amizade que ali surgiu. No decorrer do nosso processo fui descobrindo que na verdade eu estava ali para não só manifestar o meu parceiro de alma mais compatível, mas sim para aprender o melhor e maior amor do MUNDO: o AMOR PRÓPRIO. Me desfiz de crenças que me paralisavam e me bloqueavam de trazer o melhor pra minha vida, curei e tratei com carinho a minha criança interior que hoje anda de mãos dadas comigo com maturidade e autorresponsabilidade e pude descobrir a mulher forte, maravilhosa e que carrega cicatrizes sim, mas com muito orgulho de tudo que viveu e que só servirão de trampolim para tudo que me tornei e para o que ainda virá. Sei que GRATIDÃO hoje em dia é uma palavra que todos usam a todo momento, mas neste depoimento quero realmente ser GRATA a Van e as minha amigas que estiveram me dando a mão nesse processo lindo e a pessoa mais corajosa que esteve do meu lado todo tempo sem titubear: EU MESMA ali presente, no agora. É isso! Está manifestado!